domingo, 16 de fevereiro de 2014

Kurupi


Kurupi  o quinto filho de Tau e Kerana, um monstro tenebroso do folclore guarani, tido como o deus do sexo, sexualidade e fertilidade.

Um homúnculo horroroso que habita as florestas verdes e é descrito como um ser pequeno, de coloração amarelada ou esverdeada, com olhos negros sem pupilas, dentes afiados como presas, um cabelo muito ruim e sua característica marcante, curiosa e absurda: Ele usa o falo como ‘cinto’, enrolado em seu corpo, e como uma arma para atacar pessoas ou se pendurar em arvores, o enrolando nelas.

Também é conhecido por atormentar a vida dos índios e animais, alem de se alimentar de filhotes e recém nascidos, soltar gargalhadas estrondosas enquanto faz isso, e consegue dar enormes saltos com muita rapidez.

O Kurupi ficava atento a noite, procurando índios perdidos e caçadores, quando encontrava se satisfazia sexualmente, estuprando com sua enorme arma, não os deixando escapar, pois esticava em longas distâncias.


Raramente o Kurupi pegava mulheres, isso costumava ocorrer em noites de lua nova, onde encontrava virgens na mata, para conceber um filho endiabrado, um híbrido humano e sobrenatural que daria muito trabalho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário