quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Os Sete Filhos de Tau e Kerana


Tau e Kerana eram figuras centrais da mitologia dos povos guarani, onde o folclore predomina no norte da Argentina, sul e oeste do Brasil e Paraguai.

Kerana era filha de Marangatu, o filho de um dos primeiros humanos existentes da mitologia guarani. Kerana era a paixão do espírito do mal denominado Tau, que a cortejava, e até tomava outras formas para tentar ganhar seu coração, mas ela nunca ligou, até que ele a capturou.


Fugindo com Kerana para um lugar distante, Tau teve sucesso em seu objetivo, fazendo-a de sua mulher, mas foi amaldiçoado pela grande deusa Arasy, que fez quase todos os filhos de Tau nascerem como monstros terríveis, apenas um escapou da maldição.

Uma historia alternativa da lenda conta que o oposto de Tau, o espírito do bem Angatupry, o desafiou para uma batalha que durou sete dias, e no oitavo, Tau fugiu com Kerana, que foram amaldiçoados pelo próprio Angatupry.


Aqui se encontra a lista das criaturas as vezes consideradas Deuses ou Espíritos por ordem de nascimento:

Teju Jagua, o espírito das cavernas e das frutas.

Mboi Tu'i, espírito das águas e todos os seres que vivem nela.

Moñai, espírito dos  campos abertos.

Jaci Jaterê, deus da sesta (descanso após a refeição), único dos sete que não parece como monstro.

Kurupi, espírito da sexualidade e fertilidade.

Ao Ao, espírito dos montes e montanhas.

Luison, espírito  da morte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário