terça-feira, 1 de março de 2011

Bonecos Amaldiçoados/Assassinos

 
Bonecos são modelos de seres humanos produzidos desde a antiguidade com vários tipos de materiais, sendo eles pedras, argila, madeira, ossos, papeis, barro, pano, papel, porcelana, borracha, plástico entre outros.



Enquanto tem sido brinquedos tradicionais de crianças, os bonecos em tempos antigos foram usados como representações de divindades, e desempenhavam um papel importante em cerimônias religiosas e vários outros rituais.



Podem ser chamados de Bonecos mágicos, enfeitiçados, assassinos, amaldiçoados, fantasmas, malditos, possuídos entre outros nomes...



Apesar de parecerem inocentes, os bonecos e bonecas podem ter segredos macabros, isso acontece quando, por exemplo, uma boneca muito antiga que é passada em gerações em uma família, pode guardar consigo algum espírito.

 
Em ocasiões raras, objetos inanimados com qualidades humanas como bonecas, já dotadas misticamente de consciência, cumpriram o seu desejo de se tornarem humanos coletando seus órgãos como o coração e o cérebro.



As Bruxas costumavam fazer bonecas e enfeitiçá-las para assim conseguir algum mal feito.



Outro tipo de magia negra feita usando bonecos é a fabricação e utilização de Bonecos de Vodu.



Espíritos podem possuir um boneco com a prática de algum ritual de transfusão no caso do famoso boneco assassino Chucky.


Outro caso de possessão de espíritos em bonecos é no filme A Boneca Assassina, quando um demônio consegue se apoderar de uma boneca e ameaçar todos que cruzam seu caminho.



Existem Lendas Urbanas no Brasil onde afirmam que o boneco do personagem Fofão possuia um punhal negro dentro de seu corpo, e a boneca da Xuxa era demoníaca, ela poderia criar vida própria durante a noite enquanto as crianças que a possuíam estavam dormindo, e ela ficava de pé e seus olhos ganhavam um brilho vermelho. Suas longas pernas poderiam sufocar as crianças.


Os Bonecos “vivos” aparecem em casos de Arquivo X e até na serie Buffy, por exemplo.