sexta-feira, 25 de maio de 2018

Cetus - A baleia



Cetus é uma constelação que nos dias de hoje é chamada de Constelação da Baleia. Seu mito vem da lenda grega do grande monstro marinho que teria sido enviado para devastar a costa do rei Cefeu, e devorar sua filha que também seria uma constelação posteriormente, conhecida como Andrômeda.


Atualmente conhecida como Baleia por representar um grande mamífero marinho que por seu tamanho assustador poderia remeter aos antigos seres das profundezas que aterrorizaram a Grécia antiga.

Cetus fora criada como uma grande serpente, com cauda de baleia, corpo de um anfíbio, patas dianteiras de cachorro com focinho e presas afiadas. Poderia viver tanto nas mais profundas partes do oceano, como também na superfície terrestre.



O monstro foi enviado por Poseidon por ter se sentido ofendido quando Cassiopeia se gabou de sua filha, afirmando que ela seria a donzela mais bela entre todas, inclusive as filhas do deus dos mares.

A princesa Andrômeda foi acorrentada numa pedra para servir de sacrifício para a besta Cetus, que ao contrário, iria inundar todo o reino de seus pais.



Cetus foi derrotada por Perseu, que usou a cabeça da Medusa para transformar o monstro marinho em pedra. Outra versão conta que o herói derrotou a criatura com golpes de espada.



Poseidon teve que colocar sua criatura nos céus, depois que foi transformada em pedra, e mesmo assim, Cetus continuou enorme, sendo uma das constelações mais difíceis de ser observada por ser composta de estrelas pouco brilhantes, o que representaria seu corpo transformado em pedra.