sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A Bela e a Fera


Com várias versões, a história da Bela e a Fera tem origem francesa, segue o conto original:
O pai era um homem rico que tinha três filhas, as duas mais velhas se sustentavam de luxo, lindos vestidos, eram egoístas e invejosas enquanto a mais nova era simples e graciosa, era tão bonita que seu nome era Bela. O pai fica pobre, e precisa fazer uma viagem, perguntando as filhas o que elas queriam que ele trouxesse, as duas mais velhas pedem vestidos caros, Bela só pede uma rosa.

Ao voltar da viagem, o pai das moças encontra uma rosa, e a arranca do jardim, mas é confrontado pelo seu dono, uma besta que é chamada Fera. Como punição, ela quer aprisionar o homem por ter furtado a rosa, e ele diz que era um presente para sua filha, e tem a permissão de se despedir dela, mas terá de voltar para ser punido. Ao chegar em casa, conta a historia para Bela que decide ir no lugar do pai, maravilhosamente.

Bela então se torna prisioneira da Fera, mas ele a trata bem, atende as necessidades da moça e toda noite pede para se casar com ela, mas ela recusa, e começa a gostar da besta. Fera então permite que ela visite o seu pai, mas exige que ela esteja de volta em uma semana, ao invés disso, ele iria comer todos.

Ela fica uma semana, mas sonha com a Besta, percebe que a ama e resolve voltar para a sua moradia, até que o encontra, e o beija, nisso, a Fera vira um belo príncipe, e logo se casam. As irmãs foram amaldiçoadas e transformadas em estatuas até que reconheçam os seus defeitos.
Em muitas versões da historia, a Besta nunca é descrita, sua aparência é deixada para ser imaginada pelo leitor, (um ser peludo com chifres e rosto meigo foi implantado pela Disney), no entanto, em uma versão antiga, a Besta é descrita como uma serpente grande, nesta versão, ele explica por que foi amaldiçoado e transformado em uma cobra por uma bruxa, conta a Bela que ‘’seduziu um órfão’’, e a pedofilia foi perdoada pela Bela.

O simbolismo está espalhado por todo o conto, a Besta e sua eventual transformação representam medo e confusão sexual evoluindo para a maturidade. A rosa dada pelo pai à Bela é um símbolo de virgindade, e da aceitação do pai ao crescimento e amadurecimento da Bela, que já estava ficando adulta. O símbolo da serpente significa o desejo sexual, luxúria vivendo no paraíso. 

Moral da história original: Do ponto de vista de uma criança, o sexo pode ser assustador ou bestial, mas para um adulto, é uma coisa maravilhosa.