quarta-feira, 12 de junho de 2019

A Fada do Natal

A lenda da Fada Açucarada 

A Fada Açucarada também conhecida como Fada do Natal, ficou popular após ter um papel de destaque na obra do ''Quebra Nozes'', a famosa dança do balé criada por Tchaikovsky.


Ela também está relacionada com aqueles personagens que sempre estão enfeitando as Árvores de Natal pelo mundo como Elfos de Natal, Soldadinho de Chumbo, Bailarina e Papai Noel.


A Fada do Natal é descrita como um ser pequeno humanoide, corpo de uma pequena jovem cor-de-rosa, com um par de asas púrpuras de libélula em suas costas, veste um brilhoso vestido de bailarina rosa e tem uma estrela brilhante em sua testa. Ás vezes porta uma varinha de condão com uma estrela na ponta. Ela vem de outras dimensões que veio saltando de várias realidades até chegar até a nossa, por ser um ser que não se contenta com seu cotidiano, passa a vida a procurar portais e se aventurar nos reinos desconhecidos. 


Em um conto de Tolkien, ele descreve a Fada Açucarada como a potencializadora da magia que era colocada em um bolo para crianças. Um aprendiz de padeiro deveria levar um bolo encantado para crianças em uma vila, e no topo deste bolo era colocada uma ''estrela de fada'', tinha o formato de uma fadinha rosa brilhante que aumentava o encantamento e assim, quem comeria um pedaço do bolo poderia viajar para o mundo das fadas. 


O que não se sabia é que a estrela de fada era uma manifestação da própria Rainha das Fadas, ou até mesmo a Fada Açucarada, que foi enviada por sua rainha como uma guia para a viagem entre os reinos mágicos.


Por também ser associada com bolos e sobremesas, dizem que a Fada Açucarada tem uma paixão imensa por ameixas (devido ao seu nome original ser Sugar Plum Fairy), chantilly, glacê e... açúcar!


Costuma passar sete anos inteiros em um lugar antes de procurar um novo portal para seu próximo destino, mas está eternamente imortalizada no mágico Quebra-Nozes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário