sexta-feira, 9 de março de 2012

Pirocinése



Pirocinése é o termo usado para definir a capacidade especial, dom ou poder de produzir e controlar o fogo. As pessoas ou seres que possuem essa habilidade podem ser chamados de Incendiários.


Seu nome vem do grego (pûr = fogo, kinesis = movimento ) e significa ‘controle de fogo’. O nome ficou conhecido pelo escritor Stephen King, ao nomear assim a protagonista de sua obra Firestarter.


O fogo da Pirocinése pode se manifestar saindo de partes do corpo de seu usuário, por exemplo, pelos olhos, boca, mãos, dedos e da mente, criando chamas onde desejar.

 

No inicio, esse dom não é fácil de controlar, pois ele se manifesta geralmente com a raiva das pessoas, muitas delas não sabem que possuem esse poder mais evoluído do que outras, e acabam causando acidentes graves com a Pirocinése.


A Pirocinése é um dos poderes mais conhecidos usados por Demônios, que usualmente usam o fogo para suas diversidades demoníacas.


Na medida em que o poder da Pirocinése evolui, o usuário pode manipular bem o fogo com a forma que desejar, seja em grandes incêndios, bolas de fogo, jatos, combustão espontânea, e até teletransporte por meio de chamas sem se queimar.

Exemplos de Pirocinése na ficção:

 

Jean Grey (Fênix) e Pyro dos X-men


Aya Brea em Parasite Eve 2


Tocha-Humana do Quarteto Fantástico


Kyo Kusanagi, Saisyu Kusanagi, Iori Yagami, Mai Shiranui, K', e Ash Crimson da série de jogos The King of Fighters.


Nas séries de TV Charmed e Arquivo X no episódio ‘Fire’ (O incendiário)


Entre muitos outros na literatura, vídeo games, cinema, animes, quadrinhos, desenhos animados e televisão.