segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ceiuci / A Velha Gulosa


Ceiuci também chamada de velha gulosa é uma fada do folclore indígena brasileiro que vive perseguida por uma fome bestial.

A lenda conta que Ceiuci estava pescando em rio quando viu a sombra de um homem dentro da água, quando lançou a rede nada pegou, o rapaz gargalhou e a velha ordenou as vespas com seus poderes atacarem o rapaz, mas este quebrou um galho de uma árvore e as espantou. A fada malvada ordenou então as formigas tocandiras, e o moço não podendo se livrar mergulhou no rio, em seguida Ceiuci o capturou com a tarrafa e levou-o para sua casa.

A velha gulosa deixou o moço no terreiro enrolado na tarrafa enquanto foi buscar lenha para fazer o fogo, para poder assá-lo e depois tentar saciar sua fome. A filha de Ceiuci ouviu gritos de socorro, ficou com pena do homem e o soltou, colocou em seu lugar um pilão com cera de abelha e disse para ele:

-Fuja daqui para muito longe, quando ouvir o canto da cã-cã, esconda-se bem, por que minha mãe estará perto de lhe pegar, leve estes paneiros mágicos que ela os usa quando não consegue caça na mata e esta sempre com fome, quando você a vir atire-os em cima dela.

O homem agradeceu a filha de Ceiuci e partiu. 


A velha voltou com a lenha e acendeu uma enorme fogueira, quando o fogo ficou alto, ela atirou a tarrafa e estranhou por não ouvir nenhum gemido ou grito, quando sentiu o cheiro de mel, tirou o pilão do fogo e perguntou para sua filha o que significava, se ela não dissesse, a engoliria viva.

A filha de Ceiuci disse que ficou com pena e mandou o rapaz ir embora, então a velha gulosa ao ouvir isso, correu atrás dele farejando o seu cheiro, o rapaz ainda estava no meio do caminho de sua casa que era muito longe, e parou para descansar, mas ouviu a cã-cã e teve de se levantar para correr mais, já ouvindo os berros estrondosos da velha perto dele, se lembrou do conselho da filha de Ceiuci e atirou um dos paneiros para traz. Tal paneiro se transformou em um porco-do-mato. A velha devorou o bicho inteiro e continuou a perseguição.


Os outros paneiros foram atirados, e todos do mesmo modo foram engolidos pela velha insaciável, então o moço avistou macacos em cima de árvores e os pediu esconderijo, os macacos jogaram ele dentro de um pote de mel e a velha farejou, mas apenas sentiu o odor doce, passou adiante.

O moço saiu correndo do pote de mel dos macacos, já estava feliz pensando que estava livre da velha gulosa, quando novamente ouviu a cã-cã, correu mais e avistou uma enorme serpente, pediu-lhe proteção e a cobra o escondeu dentro de uma cova, mas ouviu-a dizer a sua companheira:

- Deixa a Ceiuci passar, e nos duas o comeremos.

O homem pulou fora da cova e pediu que um pássaro comesse as duas serpentes, depois disso fugiu e atravessou um rio, logo chegou a sua casa e nunca mais viu a velha gulosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário