quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Alquimistas


Os Alquimistas foram praticamente os primeiros químicos existentes, bruxos, que praticavam a Alquimia, ou seja, combinavam e estudavam elementos de química, filosofia, física, arte, astrologia, metalurgia, medicina, misticismo, geometria e religião.


Como ciência oculta, a Alquimia reveste-se de um aspecto desconhecido oculto e místico e é a precursora da Química.


Alquimistas tiveram três principais objetivos, alcançar a pedra filosofal, o Elixir da Vida e criar um ser vivo humano artificial.


A Pedra Filosofal era um objeto místico que poderia transformar metal em ouro, fazendo com isso o homem ficar mais próximo a Deus.


Com a Pedra Filosofal, os Alquimistas, poderiam transmutar objetos em ouro e conseguir o Elixir da Vida, um elemento capaz de prolongar a vida indefinidamente e curar todas as doenças existentes, tornando um ser puro, livre de patologias mas não imortal.


O terceiro objetivo principal dos Alquimistas era criar uma vida humana artificial (homúnculos) utilizando objetos inanimados como a lenda cabalística do Golem, vários deles tentaram criar um ser humano com as mais bizarras técnicas de juntar esperma humano com esterco de cavalo e aquecer, esperando que o embrião fosse fecundado.



Experiências com ovos de galinha, sangue de menstruação e sêmen também foram utilizadas, mas nenhuma delas deu resultado, mesmo assim, depois de anos a prática chamada Homúnculos, ainda foi inspiração para obras de literatura como Frankenstein, onde um cientista constrói um monstro.


A Alquimia em si, ainda é estudada até hoje, ressaltando na matéria de Química, e principalmente na Química Orgânica, onde se estudam elementos e substancias da natureza que se interligam entre si, formando funções, cadeias carbônicas e etc..

Postagem 'Alquimistas' dediacada a minha professora de Química Hellen Jacqueline.